Qual a Diferença Entre Renda Fixa e Renda Variável?

O investimento em renda fixa e variável são importantes para a construção de uma boa carteira de investimento. Então qual a diferença entre renda fixa e renda variável?

Com o investimento em renda fixa e variável o investidor consegue manter uma carteira bem diversificada e segura, além de conseguir, eventualmente, uma rentabilidade acima da média.

Qual a Diferença Entre Renda Fixa e Renda Variável?

Mas para montar uma boa carteira é preciso compreender as diferenças entre esses dois grupos de investimentos.

Ao compreender o funcionamento de cada um o investidor terá mais chances de construir uma carteira lucrativa.

O que é renda fixa?

O termo renda fixa surgiu devido à previsibilidade do rendimento de tais títulos. Portanto, o investidor que comprar títulos de renda fixa vai conhecer a rentabilidade antes mesmo do vencimento do papel.

Por exemplo: um CDB (certificado de depósito bancário) que rende 100% do CDI (taxa do certificado de depósito interbancário) vai gerar, no momento, uma rentabilidade de 11,65% ao ano. Desse modo, os R$ 1.000,00 investidos, geram R$ 116.50 ao ano.

Outro tipo de rendimento é o IPCA. Mesmo sendo uma taxa que varia bastante, ainda sim é considerada de renda fixa.

Por fim existem os títulos de renda fixa prefixados, onde os mesmos possuem rentabilidade atrelada a uma taxa prefixada.

Dentre os três tipos de investimentos de renda fixa, aqueles que possuem rentabilidade prefixada são os mais previsíveis.

Quanto rende investimentos em renda fixa?

A rentabilidade oferecida pelos papéis de renda fixa varia bastante. Existem títulos atrelados ao CDI, IPCA e prefixados.

Ao procurar por títulos de renda fixa atrelados ao CDI o investidor vai conseguir rendimentos entre 100% do CDI a 125% do CDI.

Isso representa um rendimento de 11.65% a 14.56%. Sem dúvida, tais rendimentos são ótimos. Títulos de renda fixa prefixada rendem em torno dos 11% ao ano a 14% ao ano. Sendo que essa rentabilidade depende do prazo de vencimento dos papéis.

Títulos com prazo de vencimento maior, normalmente contam com rendimentos maiores, uma vez que há mais riscos. Já os títulos de curto prazo costumam ter taxas menores.

Dentre os papéis de renda fixa mais rentáveis, os atrelados à inflação vem se destacando nos últimos meses.

Como a inflação em 2021 terminou acima dos 10% e o IPCA tem tudo para fechar 2022 elevado, tais títulos atrelados ao IPCA provavelmente vão entregar ótimos resultados em 2022.

Quais são os tipos de renda fixa

Os principais títulos de renda fixa são:

  • LCI e LCA (letras de crédito imobiliário e Letra de crédito do agronegócio)
  • CDB
  • CRI e CRA (certificado de recebíveis imobiliários e certificados de recebíveis do agronegócio)
  • Debentures
  • Fundos de investimentos

As LCI, LCA, CRI, CRA e debentures incentivadas contam com a isenção de imposto de renda sobre os seus rendimentos.

O CDB, LCI e LCA contam com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para montantes de até 250 mil reais por CPF e instituição.

Os fundos de investimento contam com a diversidade e gestão profissional, fato que pode ajudar bastante os investidores que não querem perder tempo analisando e escolhendo os ativos a dedo.

O que é renda variável

Como o próprio nome já diz, a renda variável possui rentabilidade incerta. Portanto, os riscos de se investir em produtos de renda variável são consideravelmente maiores, quando comparados à renda fixa.

Por outro lado, os ganhos podem ser muito superiores a aqueles alcançados na renda fixa. Se um produto de renda fixa rende algo como 11% ao ano, existem ativos de renda variável que podem alcançar variações superiores a 20% em um ano e até mais.

Por isso, é importante construir uma carteira bem diversificada quando o investidor resolve comprar produtos de renda fixa e variável.

Quanto rende investimentos em renda variável

A rentabilidade dos produtos de renda variável pode variar muito. Existem ativos que podem duplicar o seu valor em um curto espaço de tempo, já há outros que podem acabar gerando perdas substanciais.

Por exemplo: a Magazine Luiza vem gerando retorno de 577% nos últimos cinco anos. Outro ativo que vem performando muito bem é o Bitcoins. A criptomoeda vem gerando retorno de 4.286% nos últimos cinco anos.

Quais são os tipos de renda variável

Há diversos tipos de ativos de renda variável, segue os principais:

  • Ações;
  • Fundos Imobiliários;
  • ETF;
  • Fundos de investimento;
  • Criptomoedas;
  • Câmbio (moedas);
  • Commodities;

Há ainda vários outros tipos de ativos que são considerados de renda variável. As ações e fundos imobiliários têm como uma das características as distribuições de dividendos.

Os ETFs são fundos negociados em bolsa que seguem índices dos mais variados. Os fundos de investimento são uma das alternativas mais interessantes para os investidores que procuram gestão profissional.

Criptomoedas são arriscadas, mas podem ser extremamente lucrativas. O investimento em câmbio é uma alternativa quando o assunto é proteção da carteira. Por último temos as commodities, o setor é mais complexo, por isso, o investidor pode optar por investir em empresas que atuam na área, ou em ativos alternativos.

Conclusão

A diferença entre renda fixa e renda variável está baseada na rentabilidade dos investimentos. Enquanto a renda fixa o investidor conhece com antecedência, na renda variável não há como supor.

Com relação aos investimentos de renda fixa e variável, ambos os grupos possuem boa quantidade de ativos. Na renda fixa nós temos os CDBs letras do Tesouro Direto, LCI e LCA entre outros.

Já na renda variável existem as ações, fundos imobiliários, ETF, criptomoedas entre outros. Considerando as características e os tipos de investimentos, quanto investir em renda fixa e variável?

Para investidores moderados e arrojados, investir nos dois tipos de investimentos é essencial. Mas olhando o contexto econômico, existem momentos que são mais interessantes investir em renda fixa e outros a renda variável,

Quando a alta do juro e inflação, a renda fixa pode ser uma ótima alternativa. Já momentos de expansão econômica com juro e inflação em queda, a renda variável surge como uma prioridade.

Você sabe qual a diferença entre renda fixa e renda variável? Não, ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta que já vamos lhe responder. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.