Renda Fixa é Melhor Que Poupança?

A poupança desde sempre é a “queridinha” dos brasileiros. Muitas contas bancárias, inclusive utilizam a poupança, como uma forma de conta corrente. Então surge a dúvida: renda fixa melhor que poupança?

Como a poupança é uma opção de investimento que conta com certas vantagens e desvantagens, a comparação junto aos demais produtos de renda fixa surge.

Renda Fixa é Melhor Que Poupança?

Ao levantar todos os ativos de renda fixa, há opções arriscadas e outras mais seguras. Porém, dentro da renda fixa, não há opções iguais à poupança.

Como funciona o investimento em Renda Fixa?

A renda fixa tem esse nome devido à previsibilidade dos seus investimentos. Portanto, aqueles que investem na renda fixa procuram: boa rentabilidade, segurança e previsibilidade.

A poupança, inclusive, se caracteriza como um ativo de renda fixa, uma vez que o investimento tem rendimento previsível.

Atualmente a renda fixa conta com diversos tipos de ativos, dentre eles existem:

  • CRI e CRA (certificados de Recebíveis imobiliários e Certificados de Recebíveis do Agronegócio);
  • LCI e LCA (letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito do Agronegócio);
  • CDB e LC (Certificado de depósito bancário e Letras de Câmbio);
  • Debêntures
  • Fundos de investimento referenciado DI, simples e de crédito privado;

Ao considerar todos os ativos de renda fixa citados acima, podemos dizer que a renda fixa é melhor que poupança. Inclusive o fundo de renda fixa é melhor que poupança.

Quais os rendimentos da renda fixa?

A renda fixa conta com diferentes tipos de rendimentos. A imensa maioria dos ativos de renda fixa está atrelada à taxa DI, ou CDI (taxa do certificado de depósito interbancário).

Além do CDI há títulos de renda fixa atrelados ao IPCA e prefixados (com taxa de juro prefixada).

Considerando essas três formas de rentabilidade, a renda fixa possui ótimas opções para os mais diferentes cenários.

Se o juro está em alta, então o CDI é uma ótima opção. Para momentos onde a inflação está em alta, títulos atrelados ao IPCA parecem fazer mais sentido.

Quando a inflação está controlada a taxa de juro em queda, os juros prefixados podem ajudar a manter a boa remuneração da carteira.

O que rende mais que a poupança?

Praticamente todas as opções de renda fixa vão gerar mais rendimentos do que a poupança. A poupança conta com dois tipos de rendimentos.

Quando a taxa de juro (Selic) está acima dos 8,5% ao ano, a poupança rende 6,17% mais TR (Taxa Referencial).

Agora, se a taxa Selic cair abaixo dos 8,5% ao ano, a poupança passa a render 70% do CDI mais TR.

Em ambos os cenários, a poupança ainda rende menos do que vários outros tipos de investimentos de renda fixa.

Mesmo quando a taxa de juro chegou aos 2% ao ano, havia opções prefixadas que chegavam a pagar mais do que 7% ao ano, por exemplo, (rendimento muito superior aos 70% do CDI).

Em momentos onde a taxa de juro está em alta, como agora, diversos investimentos rendem mais do que a poupança.

Um CDB de um grande banco, com liquidez diária rende 100% do CDI, em média. Isso significa que o CDB, que tem a mesma garantia da poupança, vai entregar um rendimento bruto de 11,65% aproximadamente. Praticamente o dobro da poupança.

Como investir na renda fixa?

Para investir na renda fixa é muito simples, como a própria poupança e um produto de renda fixa, o investidor pode simplesmente abrir uma conta em um grande banco e investir por lá, sem dificuldades.

Outra opção tão fácil quanto é o CDB. Bancos como o Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e outros oferecem CDBs com liquidez diária e de fácil acesso.

Há instituições menores e corretoras que oferecem CDB com liquidez restrita ao vencimento e rendimentos maiores. Tais investimentos oferecem rendimento acima da média do mercado.

Como as corretoras de valores normalmente oferecem CDBs de diferentes bancos, a melhor opção para o investidor é comprar o título de renda fixa por meio de uma corretora.

Assim, há a possibilidade de diversificar os investimentos. Sem falar nos fundos de investimentos. Há corretoras que possuem verdadeiros shoppings financeiros.

Essas plataformas contam com grande diversidade de fundos de investimentos e títulos de renda fixa.

Desse modo o investidor terá diversas opções e poderá realizar uma boa análise antes de investir. Com tal diversidade não será preciso abrir contas em outros bancos (caso o investidor esteja procurando diversificar seus investimentos na renda fixa). 

Conclusão

Então, a poupança melhor que renda fixa? Não. A poupança com certeza não é a melhor opção de renda fixa.

Há diversas opções de investimento renda fixa melhor que poupança. Dentre as opções, podemos listar o CDB como uma das melhores.

Os fundos de investimento simples também aparecem como ótimas opções. Além do CDB e dos fundos, há ainda as LCI e LCA.

Hoje existem várias instituições financeiras emitindo LCI e LCA. Além da variedade, a possibilidade de conseguir investir em uma LCI ou LCA com prazo de vencimento abaixo de um ano, é uma verdadeira vantagem.

Considerando que tais títulos possuem isenção de imposto de renda, uma LCI ou LCA com vencimento curto, oferece bons ganhos.

Destacando que um CDB com vencimento abaixo de um ano, terá a cobrança de IR. A alíquota pode variar dos 22,5% aos 20% (em um prazo abaixo de um ano).

Por isso, para períodos menores, as LCI e LCA são ótimas opções. Já para períodos mais longos, os CDBs surgem como uma boa opção.

CRI, CRA e debentures podem ser alvos de investimento caso o investidor tenha um alto patrimônio ou esteja disposto a investir em fundos que invistam em tais ativos (o fundo oferece gestão profissional além de diversificação).

Agora você sabe que a renda fixa melhor que poupança? Ou ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta ao final que já vamos lhe responder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.