Quanto o Tesouro Selic Rende ao Mês?

O Tesouro Selic é uma das principais letras do programa de investimentos do Tesouro Nacional, o Tesouro Direto.

Então, você sabe quanto Tesouro Selic rende ao mês? Tem dúvidas sobre quanto rende? Acompanhe o nosso artigo e descubra mais sobre a letra.

Quanto o Tesouro Selic Rende ao Mês? 

Com a alta dos juros e da inflação, algumas letras do Tesouro Direto vêm apresentando valorização e oferecendo taxas maiores. Isso também influencia na rentabilidade do tesouro Selic.

Qual o rendimento mensal do Tesouro Selic?

O Tesouro Selic, como o próprio nome já diz, segue de perto as oscilações da taxa Selic. A taxa Selic é a taxa de juro referencial do Brasil.

Portanto, impostos, encargos e demais índices de juros, seguem a Selic. Um ótimo exemplo é o CDI. A taxa CDI segue, indiretamente, as oscilações da Selic. Por exemplo: hoje nós temos uma taxa Selic em 11,75% ao ano, enquanto o CDI está em 11,65%.

Então quanto o Tesouro Selic rende ao mês? Pouco menos de 1% ao mês bruto, sem considerar os impostos e taxas.

Outro detalhe sobre o Tesouro Selic é o percentual de rentabilidade atrelada a uma taxa prefixada.

O que isso significa? Que o Tesouro Selic possui uma parcela da rentabilidade atrelada à taxa Selic, fato que gera uma rentabilidade pós-fixada e uma parcela pré fixada, atrelada a uma taxa de juro indexada ao papel. Hoje, existem duas letras do Tesouro Selic sendo oferecidas pelo Tesouro Direto, uma com vencimento para 2025 e outra que vence em 2027.

Apesar dos vencimentos, o investidor tem totais condições de resgatar os valores antes do vencimento.

Sendo que os títulos com vencimento mais curto possuem taxas menores em comparação aos títulos com vencimento mais longo.

Visto isso, atualmente o Tesouro Selic com vencimento para 2025, possui um rendimento de 0,052% mais Selic, enquanto o título com vencimento para 2027, conta com rentabilidade de 0,167% mais Selic.

Desse modo, caso haja alterações nas taxas oferecidas pelo Tesouro Direto para esses dois papéis existe a possibilidade de volatilidade nos preços de ambos os títulos, antes do vencimento.

Em outras palavras, as letras do Tesouro Direto, por contarem com rendimentos prefixados, podem gerar perdas no curto prazo.

Isso inclusive aconteceu em 2021, quando houve um elevado aumento nas taxas oferecidas em títulos do Tesouro Selic e depois, com o aumento da taxa de juro, as taxas oferecidas no tesouro Direto registaram uma correção e voltaram a render positivamente.

De qualquer forma, se o investidor permanecer com a letra até o vencimento, o título vai entregar ao investidor a rentabilidade “prometida” na data da sua aquisição.

Conforme o vencimento se aproxima, a letra vai corrigindo o seu valor e chegando cada vez mais perto do seu rendimento contratado.

Vale destacar que da mesma forma que o papel pode gerar prejuízos no curto prazo, ele também pode gerar ganhos.

O que é o Tesouro Selic?

O Tesouro Selic é uma das letras oferecidas pelo Tesouro Direto. Essa letra em específico entrega resultados atrelados a uma taxa prefixada além da variação da Selic.

Portanto, o investidor que comprar o tesouro Selic, vai ganhar um pouco mais do que a Selic. Vale destacar que estamos tratando do rendimento bruto, sem considerar os custos do tesouro Direto, além dos impostos cobrados, como o IR sobre os rendimentos.

Dentre os três tipos de letras do tesouro Direto, o Tesouro Selic é o mais interessante para a construção de reserva de emergência. Como a letra não registra muitas oscilações em sua performance, o investimento na mesma é interessante para aqueles que buscam proteção.

Quais os riscos do Tesouro Selic?

O risco que tange a insolvência do Tesouro Nacional é praticamente zero. Já os riscos referentes ao mercado em si, aí são maiores.

Por exemplo: no momento o juro sobe, com isso, o Tesouro Selic vem entregando ótimos resultados. Mas em um momento onde o juro está baixo, o investidor corre o risco de perder dinheiro para a inflação.

Isso já aconteceu em 2021. Em 2021 a inflação disparou e a Selic subiu, mas não suficiente para compensar os efeitos que a inflação teve sobre o poder de compra do brasileiro.

Visto isso, aqueles que ficaram no Tesouro Selic, “perderam dinheiro”.

Como funciona o investimento no tesouro Selic?

O investidor tem duas formas de aplicar seus recursos no tesouro Selic. Uma delas é através do portal do tesouro Direto e a outra é por meio da própria corretora.

Hoje já existem várias corretoras que oferecem, dentro da plataforma, uma área para fazer o investimento direto em letras do tesouro Direto.

Assim, se a sua corretora já lhe oferece tal solução, todo o trâmite de investimento se torna mais fácil e simples.

Já para aqueles que não possuem tal facilidade, será preciso entrar na conta dentro do Tesouro Direto e fazer por lá, a compra ou venda.

Vale destacar que o Tesouro Direto cobra uma taxa administrativa dos investidores, semestralmente, no valor de 0,20% ao ano sobre o valor dos investimentos. Para investimentos de até R$ 10.000,00 no Tesouro Selic, o investidor está isento da taxa. O Tesouro Direto também funciona todos os dias úteis, das 9h30 às 18h.

Conclusão

O Tesouro Selic é uma das letras do Tesouro Direto. Aqueles que buscam segurança e liquidez investem no Tesouro Selic.

Por contar com tais vantagens, o investimento no Tesouro Selic normalmente é feito por aqueles que buscam construir uma reserva de emergência, ou gostam de uma opção mais conservadora de investimento.

Outro ponto interessante referente ao Tesouro Selic é a sua acessibilidade. Com o investimento de pouco mais de R$ 100,00, já é possível comprar uma letra do Tesouro Selic.

Você compreendeu quanto Tesouro Selic rende ao mês? Ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta ao final que já vamos lhes responder. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.