Os 3 Principais Tipos de Investimentos em Renda Fixa

O Brasil possui uma grande gama de investimentos, dentre eles existem três tipos de investimentos renda fixa que se destacam.

Os investimentos de renda fixa servem tanto para perfis mais arrojados quanto para os conservadores. Devido aos bons rendimentos, os produtos de renda fixa tem grande destaque no mercado financeiro nacional.

quais são os principais investimentos em renda fixa

Você procura por bons investimentos que possam oferecer proteção e estabilidade? Os produtos de renda fixa podem ser uma solução para isso. Agora vamos ver os principais tipos de investimentos financeiros em renda fixa.

1. CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB é um clássico da renda fixa. Os bancos têm no CDB uma forma de financiar suas operações.

Ou seja, uma forma do banco conseguir dinheiro é através dos seus produtos financeiros, dentre eles o CDB. Então o CDB é um ativo que faz a ponte entre os investidores e os bancos.

Principais características do CDB

Comparado a outras opções que existem na renda fixa, o CDB é aquela mais líquida, ou seja, que possui maior facilidade para o investidor resgatar.

Dentre as opções existentes no CDB, há os certificados com liquidez diária. Para os investidores que não precisam dos recursos com tanta rapidez, há opções com liquidez somente no vencimento.

Há bancos que oferecem CDB com vencimentos acima dos dois anos, e alguns com vencimento em até 10 anos. Normalmente, quanto mais longo for o vencimento, maior o risco e maior a rentabilidade.

Rentabilidade do CDB

Dentre as rentabilidades oferecidas nos CDBs, existem três que se destacam, elas são:

  • CDI (taxa do certificado de depósito interbancário)
  • Juros prefixados mais IPCA
  • Juros prefixados

Os CDBs atrelados ao CDI são aqueles que possuem liquidez diária ou contam com uma porcentagem maior, mas com liquidez somente no vencimento.

Ainda há bancos menores que vem trabalhando com porcentagem de até 120% do CDI em CDB com liquidez diária.

Além do CDI há também alguns bancos que oferecem o CDB atrelado à inflação e mais uma taxa de juro prefixada.

Essa opção é muito interessante para momentos onde a inflação mostra certa resistência ou está em alta.

Nessa modalidade dificilmente haverá CDB com liquidez diária. O CDB IPCA mais juros prefixados costumam ser negociados com liquidez somente no vencimento.

Por último existem os CDBs com juros prefixados. Essa modalidade de rendimento é similar a do juro prefixado mais IPCA.

Mas quando existe somente o juro prefixado não há correção pela inflação. Ou seja, o CDB que está sendo adquirido terá um rendimento prefixado e não sofrerá alterações até o seu vencimento.

A liquidez do CDB prefixado também ocorre somente no vencimento. Dificilmente o investidor verá um CDB prefixado com liquidez diária.

Segurança do CDB

Os bancos que fazem parte do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) têm seus CDBs protegidos pelo próprio fundo. O valor da cobertura é de 250 mil reais por CPF e instituição financeira.

2. LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

A LCI e LCA são letras que financiam operações de crédito para a área imobiliária e do agronegócio respectivamente.

De forma bem similar ao CDB, da LCI e LCA são oferecidas pelas instituições financeiras em geral, porém, existem em estoques menores e podem acabar de tempos em tempos.

Principais características da LCI e LCA

As LCI e LCA são bem similares ao CDB, porém, existem algumas diferenças que ficam por conta da liquidez e da tributação.

O CDB possui retenção de imposto de renda na fonte quando ocorre o resgate do título. Essa retenção é regressiva, ou seja, com o passar do tempo, a alíquota de IR é reduzida. Segue tabela:

TEMPO DE INVESTIMENTO

ALIQUOTA

Entre 0 e 180 dias

22,5%

Entre 181 e 360 dias

20%

Entre 361 e 720 dias

17,5%

Acima de 721 dias

15%

Sendo que na LCI e na LCA não há cobrança de IR, o rendimento é isento de imposto. Assim, o CDB que rende 100% do CDI, rende menos do que o LCI ou LCA que rende 100% do CDI, por exemplo.

Com relação à liquidez, não há LCI ou LCA com liquidez diária. As letras possuem liquidez somente no vencimento, sendo que normalmente o LCI ou LCA possuem vencimento de no mínimo três meses.

Vale destacar que a LCI e a LCA possuem estoques limitados. Portanto, nem sempre o investidor terá acesso a tais letras.

Rentabilidade da LCI e LCA

A rentabilidade das LCI e LCA seguem as mesmas características do CDB. Porém, no CDB as alíquotas e taxas podem ser maiores em comparação às LCI e LCA, uma vez que as letras possuem isenção de IR, fato que colabora com o rendimento final.

Assim, as LCI e LCA contam com rentabilidade atrelada ao CDI, IPCA mais juro prefixado e juros prefixados.

Segurança da LCI e LCA

LCI e LCA possuem garantia do FGC. A garantia segue as mesmas características do CDB, 250 mil por CPF e por instituição.

3. Tesouro Direto

O último produto de renda fixa que será visto são as letras do Tesouro Direto. O governo federal em meados de 2000 iniciou o programa de venda de letras do Tesouro ao público pessoa física.

Esse programa se chama Tesouro Direto e desde então vem sendo uma das formas mais seguras de investimento na renda fixa.

Principais características do Tesouro Direto

As letras do Tesouro Direto podem ser adquiridas por meio da própria plataforma do Tesouro, ou através das corretoras e bancos afiliados.

Para conseguir acesso às letras do Tesouro, o investidor precisa de uma conta em uma corretora. Os bancos também já vêm oferecendo a possibilidade de aquisição das letras.

Todas as letras, mesmo aquelas que possuem um vencimento mais longo, tem liquidez diária. Ou seja, o investidor sempre terá a possibilidade de negociar suas letras caso necessário.

O problema, ou o benefício, e a marcação a mercado. Letras que possuem rentabilidade prefixada podem variar conforme o mercado.

O investimento em letras do Tesouro é bem acessível. A partir de R$ 30,00 já é possível adquirir um percentual de uma letra.

Semestralmente existe uma cobrança de taxa administrativa e emolumentos do Tesouro Direto. Essa cobrança gira em torno de 0,25% ao ano.

Rentabilidade do Tesouro Direto

O Tesouro Direto oferece oportunidade de investir nas seguintes letras:

  • Tesouro IPCA
  • Tesouro Selic
  • Tesouro Prefixado

O Tesouro IPCA, como o próprio nome já diz, possui uma parte da rentabilidade atrelada à inflação medida pelo IPCA e outra parte vem por meio de um juro prefixado.

Vale destacar que tanto para o Tesouro IPCA quanto para o prefixado ainda existe uma opção com juros semestrais. Nessa opção, o investidor recebe parte dos ganhos semestralmente, em datas específicas.

Depois existe a letra Tesouro Selic, esse título tem o rendimento atrelado à Selic, sendo uma ótima opção para construção de reserva de emergência ou para momentos onde a taxa de juro está em alta.

Por último nós temos o Tesouro Prefixado. A letra conta com a rentabilidade atrelada a uma taxa de juro prefixada, sem outro índice para fazer alguma correção no título.

Essa letra inspira um pouco mais de cuidado, uma vez que o rendimento não aumenta se a inflação disparar ou se a taxa Selic subir, por exemplo.

Tanto o Tesouro IPCA quanto o Prefixado possuem uma semelhança entre si, à taxa prefixada de juro.

Como há o juro prefixado, essas letras sofrem com a marcação a mercado. Por exemplo, quando o juro está em alta, e o investidor compra um Tesouro IPCA ou Prefixado, ele pode ver a letra se derretendo ao longo dos dias, semanas e até meses.

Isso acontece porque junto do aumento do juro, a expectativa de aumento futuro, normalmente é corrigida e aumenta. Isso gera volatilidade nos mercados, jogando o preço do principal da letra para baixo.

É importante mencionar que o contrário também pode acontecer, ou seja, se o juro cair nas letras prefixadas pode render acima do esperado devido à curva de juro favorável.

De qualquer forma, conforme a letra vai se aproximando do seu vencimento, a rentabilidade vá convergindo para aquela que foi oferecida no momento da compra, portanto, o investidor que aguardar até o vencimento não terá prejuízos e nem ganhos acima.

Segurança do Tesouro Direto

Quando surge a dúvida sobre quais os tipos de investimentos em renda fixa que são mais seguros? Pode ter certeza que o Tesouro Direto é o mais seguro.

A segurança das letras do Tesouro Direto vem do Tesouro Nacional. Então o próprio Tesouro Nacional faz a garantia das letras.

Conclusão

Os três investimentos de renda fixa tratados no artigo possuem boa segurança e rentabilidade interessante.

Existem opções com liquidez, isenta de imposto de renda e até com pagamento de juros semestrais.

O investidor fazendo uma boa análise consegue construir uma boa carteira de curto, médio e longo prazo. Além de elaborar um portfólio que terá pagamento de juros semestrais, fazendo uma espécie de renda extra.Tudo isso por meio da renda fixa, sem correr tantos riscos.

Você compreendeu os três tipos de investimentos renda fixa? Se as dúvidas persistem, deixe uma pergunta abaixo que já vamos lhe responder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *