O que é Fundo de Renda Fixa Simples?

Investir em renda fixa pode ser algo seguro e rentável. Mas é preciso cuidado. Existem vários tipos de fundos, sendo que um tipo são os fundos de renda fixa simples. O que é fundo de renda fixa simples?

Há diversos tipos de fundos de investimento e centenas de fundos de renda fixa. Os fundos de renda fixa simples são um dos tipos que há no mercado.

O que é Fundo de Renda Fixa Simples?

Para aqueles que buscam uma aplicação para manter os recursos da reserva de emergência, os fundos de renda fixa simples parecem ser uma boa solução. Você quer conhecer mais sobre esses fundos? Acompanhe o nosso artigo.

Vale a pena investir em renda fixa simples?

Sim. Mas antes de investir em um fundo de renda fixa simples, é importante fazer uma boa análise.

Há diversos tipos de fundo de renda fixa no mercado, sendo que nem todos são bons. O fundo de renda fixa simples conta com 95% do seu patrimônio investido em títulos públicos, como o Tesouro Selic.

Portanto, a segurança de tal fundo é alta. Mas, a rentabilidade pode não ser das mais atraentes.

A rentabilidade pode ser comprometida pela taxa administrativa. Fundos com alta taxa administrativa, não vão conseguir devolver uma boa rentabilidade aos seus cotistas.

Por isso é bom ficar atento à taxa administrativa do fundo, além da sua rentabilidade. Como 95% do patrimônio é alocado em um ativo que vai gerar um rendimento em média com o mercado, uma taxa administrativa um pouco maior, já é o suficiente para comprometer os ganhos do cotista.

Uma solução que o mercado vem apresentando aos fundos de renda fixa simples são os fundos isentos de taxa administrativa.

Infelizmente ainda não há tantas opções desses fundos, mas, corretoras como o BTG Pactual, Orama e XP Investimentos, já possuem alternativas sem taxa administrativa.

Os rendimentos no longo prazo acabam sendo muito interessantes, acima da média do mercado para tal produto.

Qual a principal característica da renda fixa simples? 

Uma das principais características está baseada na composição do patrimônio do fundo. Os fundos de renda fixa simples possuem 95% do patrimônio investido em letras do Tesouro.

Com tal investimento e letras do Tesouro, o fundo se torna um investimento seguro aos seus cotistas.

Outras características que esses fundos têm estão relacionadas à liquidez e ao valor mínimo de investimento.

Muitos fundos de renda fixa simples possuem valor de entrada bem abaixo da média do mercado. Enquanto muitos fundos exigem aplicação mínima de até R$ 1.000,00, os fundos simples de renda fixa exigem valor de aproximademente R$ 100,00, ou menos.

Com relação à liquidez, muitos desses fundos possuem liquidez de um a dois dias úteis no máximo.

Portanto, ao resgatar os recursos, o valor estará em sua conta em questão de um dia a dois. Portanto, esses fundos são uma ótima opção para aqueles que procuram construir uma reserva de emergência, ou estão iniciando a sua jornada na área dos investimentos financeiros.

Quais os seus ativos?

Os recursos dos fundos de renda fixa simples são investidos em letras do Tesouro. Como 95% do patrimônio precisa ser aplicado em tais letras, o fundo acaba tendo poucas opções de estratégias.

A principal letra do Tesouro que se encaixa no perfil desses fundos é o Tesouro Selic. Essa letra segue de perto as oscilações da taxa Selic (a taxa básica de juro).

As letras do Tesouro são muito seguras, uma vez que o próprio Tesouro Nacional dá as garantias.

Ou seja, dentre todos os investimentos existentes no Brasil, aqueles garantidos pelo Tesouro Nacional, são os mais seguros.

Assim, os valores investidos nos fundos de renda fixa simples, vão seguir de perto a evolução da Selic. Como atualmente a Selic está em alta, tais fundos vem entregando ganhos cada vez maiores.

O lado negativo disso é quando a taxa de juro está em queda. Mas ainda sim, o investidor pode ficar tranquilo.

A taxa de juro normalmente é alterada quando a inflação está em queda ou em alta. Por isso, o investidor até pode perder um pouco do ganho real quando a inflação está em alta, mas logo vai recuperar os ganhos, uma vez que a taxa de juro, provavelmente, subirá.

Como investir em renda fixa simples?

O investimento em fundos de renda fixa simples é muito interessante para algumas situações. Vamos supor que a pessoa está começando a investir os recursos poupados.

Como a pessoa está dando os primeiros passos no mercado financeiro, é interessante comprar produtos que tenham liquidez, segurança e rentabilidade dentro da média do mercado.

Vamos estipular que a média do mercado seja a rentabilidade da taxa Selic, ou do CDI (taxa do Certificado de Depósito Interbancário).

Um investimento que agrega todas essas características é o fundo de renda fixa simples. O único detalhe que o investidor precisa ficar atento, é com relação à taxa administrativa.

Fundos que possuem taxa administrativa elevada, dificilmente vão conseguir gerar uma boa rentabilidade, até porque 95% do patrimônio do fundo ficará investido em letras do Tesouro.

Inclusive, os fundos de renda fixa simples normalmente possuem um valor mínimo de investimento bem acessível. Há fundos que cobram investimento mínimo de R$ 1,00, por exemplo.

Outra função do fundo de renda fixa simples é para a construção de uma reserva de emergência.

Todos os investidores precisam de uma reserva de emergência. Um dia ou outro, algo pode acontecer, fato que pode exigir altos valores.

Assim, com uma reserva de emergência, o investidor não é pego desprevenido, podendo utilizar seus recursos para custear a situação, sem que seja necessário liquidar a posição em algum investimento de longo prazo.

É comum que investimentos de longo prazo sofram com a volatilidade. Ao fazer o resgate desses valores, o investidor pode acabar reconhecendo perdas, fato que não vai ajudar nem um pouco na estratégia e na construção de patrimônio.

A reserva de emergência serve para dar mais segurança, tranquilidade e estabilidade à carteira.

Uma forma de como investir no fundo de renda fixa simples é através das corretoras.  As corretoras de valores trabalham com diferentes fundos, sendo que os fundos de renda fixa são muito comuns.

Os grandes bancos também possuem fundos de renda fixa simples, porém, o grande problema são as taxas administrativas.

Bancos menores vêm oferecendo mais alternativas de investimentos, em comparação aos grandes bancos.

Por isso, se o investidor quiser, existe a possibilidade de conferir os fundos disponíveis em tais bancos. Dentre os bancos menores que possuem mais alternativas, existe o Inter.

A simples diferença de 1% pode gerar perdas relativamente grandes aos investidores que optarem pelo fundo de um grande banco.

Vamos supor que o investidor vá alocar R$ 30.000,00 em uma reserva de emergência, 1% de ganhos a menos, representa nada mais, nada menos do que R$ 300,00. É muito dinheiro.

Por isso, é importante ficar de olho nos detalhes do fundo. Outra alternativa são os fundos isentos de taxa administrativa. Nesse caso, as corretoras oferecem esse tipo de fundo. Os bancos dificilmente vão oferecer.

Como já mencionado, não são todas as corretoras que oferecem esses fundos isentos de taxa administrativa.

Conclusão

Os fundos de renda fixa simples são uma ótima alternativa de investimento. As pessoas que estão buscando novos investimentos e querem construir um patrimônio, podem começar por esses fundos sem receio.

Mas quais os investimentos em renda fixa simples? Basicamente são letras do Tesouro, como o Tesouro Selic.

Estes fundos seguem de perto as oscilações da taxa Selic. Como estamos tratando de um fundo com rendimento pós-fixado, os riscos inerentes a sua rentabilidade são menores.

Se a taxa Selic subir, a rentabilidade do fundo sobe também. Normalmente quando a inflação cresce no país, a taxa Selic sobe também e isso vai influenciar na alta da rentabilidade do fundo.

O que o investidor precisa ficar atento é na taxa administrativa do fundo que pretende investir. Fundos com taxa administrativa alta, superior a 0,5% ao ano, por exemplo, já estarão comprometendo boa parte de suas rentabilidades

Fato que não vai ajudar nem um pouco o investidor. Uma forma de investir em fundos de renda fixa simples é por meio das corretoras de valores.

Há diversas corretoras no mercado, e a grande maioria possui fundos de renda fixa simples. Outra possibilidade são os fundos isentos de taxa administrativa.

Esses fundos vêm ganhando do CDI no longo prazo. São bem interessantes, líquidos, boa rentabilidade e segurança. Você sabe o que é fundo de renda fixa simples? Ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta que já vamos lhe responder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.