Qual o Número de Contadores no Brasil?

O Brasil possui grande burocracia e complexidade quando o assunto são impostos. Para fazer a apuração dos impostos é praticamente obrigatório ter um profissional contábil. Por isso, já dá para ver que existe um grande número de contadores no país.

Como existe elevada complexidade na questão tributária, em praticamente todas as esferas, municipal, estadual e federal, a presença de um contador experiente é fundamental para conseguir fazer um planejamento tributário e apurar os impostos devidos.

quantos contadores existem no Brasil atualmente?

Quantos contadores têm no Brasil?

Segundo os dados do conselho regional de contabilidade do estado de São Paulo (CRCSP) existem no Brasil, aproximadamente 519.987 contadores devidamente registrados no conselho.

Esses dados consideram quantos contadores existem no Brasil até a data de 31 de agosto de 2021. É bom deixar claro que os contadores registrados no conselho, não representam a quantidade total de profissionais que trabalham na área.

Por exemplo, um escritório de contabilidade, que trabalha somente com a prestação de serviço contábil, pode ter um contador registrado, mas um corpo de colaboradores consistente, com mais de 20, 30 funcionários.

Ou seja, a quantidade de profissionais trabalhando na área acaba sendo muito maior.

O que faz um contador?

O contador vai trabalhar em diferentes áreas dentro da empresa. O profissional contábil precisa ter atenção na área de recursos humanos, fiscal e contábil, além da societária.

Cada uma dessas áreas precisa ter a experiência de um contador. A necessidade está em elaborar de forma correta um contrato social, na tributação da empresa, na confecção de um balanço patrimonial e demonstração do resultado do exercício, e na formalização de um contrato de funcionário.

Tudo isso, vai passar na mão de um contador e em alguns desses documentos, será exigido a assinatura do contador com o seu carimbo.

Quantos contadores se formam por ano no Brasil?

Segundo pesquisas realizadas em 2015, as faculdades privadas do Brasil vêm formando aproximadamente 42 mil alunos em ciências contábeis.

O curso de ciências contábeis perde para outros três cursos, direito, administração e pedagogia.

Como o mercado precisa de mais e mais contadores, é natural que as pessoas procurem especialização para conseguir trabalhar na área.

Vale destacar também a necessidade de profissionais capacitados, tanto por parte dos escritórios de contabilidade, quanto por empresas que gostariam de ter um analista contábil, ou até, manter uma estrutura contábil interna.

Quais são os três tipos de contabilidade?

Com a utilização da automação e da tecnologia em si, a contabilidade vem aperfeiçoando as suas práticas.

Se antes o livro razão e diário eram confeccionados a mão, hoje sistemas contábeis dão a possibilidade de imprimir um relatório devidamente padronizado em questão de segundos.

Observando que para alguns tipos de empresas e clientes, existem formas mais atraentes de fazer a contabilidade, hoje, existem três formas de contabilidade:

  • Manual
  • Automatizada
  • Digital

A contabilidade na versão “manual” é aquela onde o profissional terá que lançar duplicatas e notas fiscais no sistema de forma manual.

Nota a nota, duplicata a duplicata. Depois, para emitir os impostos devidos, ou fazer só a apuração, o contador terá que realizar os cálculos.

Na forma manual, a contabilidade terá um processo mais longo para ser concluída, porém, será mais minucioso, ou seja, o resultado possivelmente terá menos erros.

O gasto para efetuar a contabilidade manualmente, também será maior. A contabilidade automatizada é aquela que vai gerar o menor custo, mas precisa ser muito bem implementada.

Isso significa que os custos para implementar e fazer aquisição da automatização contábil podem ser elevados de início, mas posteriormente, tal investimento se paga.

O contra desse tipo de contabilidade fica por conta da confiabilidade e das alterações e atualizações que poderão ser necessárias.

Observando que a tributação e legislação no Brasil são complexas e sofrem alterações constantemente e somado a isso, existe ainda uma grande gama de tributos, a automatização pode acabar induzindo a empresa ao erro, ocasionando prejuízos.

Por fim existe a contabilidade digital, onde ocorre o misto entre a automatização e a contabilidade manual.

Na contabilidade digital existe o encontro do melhor dos dois mundos. Ao invés de arcar com custos elevados, proporcionados pela contabilidade manual, a contabilidade utilizara a automatização para alguns processos, deixando aqueles mais complexos para fazer de forma manual.

Por exemplo, os lançamentos de notas fiscais de entrada e saída podem ser feitos de forma automatizada.

A baixa de boletos de pagamentos e a integração dos extratos bancários à contabilidade também podem ser automatizadas.

Mas, a apuração de imposto precisa ser manual. Devido à complexidade, as apurações como as declarações assessorias ainda precisam ser manuais.

Ao misturar a agilidade com a atenção em pontos estratégicos, a contabilidade ganha performance, mas sem deixar o cliente desamparado.

Os custos de uma contabilidade digital não são baratos, como aquela que é automatizada, mas estão longe de ser equivalentes a uma contabilidade manual.

Conclusão

O Brasil possui uma estrutura tributária complexa e várias burocracias que precisam ser cumpridas pelas empresas.

Desde um MEI (Micro empreendedor individual) até a empresa do Lucro Real, todos possuem declarações acessórias para serem entregues e impostos para recolher.

O fato de contar com colaboradores em uma empresa é outro fator complexo. Hoje existe o E-Social, declaração que precisa ser entregue a cada notificação ou alteração que um colaborador registar dentro da empresa.

Tais dados trafegam diretamente dos escritórios contábeis para a previdência social. Com tantas declarações e exigências, uma empresa comum dificilmente consegue cumprir metade de suas obrigações sem uma contabilidade.

Considerando toda a complexidade do ambiente de negócios no Brasil, se vê a necessidade de ter profissionais contábeis a disposição.

Por isso é natural que as universidades e demais instituições de ensino forneçam ainda mais vagas para interessados em ciências contábeis.

Você compreendeu o porquê do alto número de contadores no Brasil? Se você ainda possui dúvidas, deixe uma pergunta abaixo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *