O Que é o IPCA Anual?

O IPCA é a inflação medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Então o que é IPCA anual? Vamos ver isso com mais detalhes ao longo do artigo.

O IPCA além de medir a inflação, serve como parâmetro para vários estudos, desde o controle da inflação até o cálculo de rendimento de investimentos.

O Que é o IPCA Anual?

Dentre os indicadores existentes no Brasil, o IPCA é um dos mais relevantes.

O que significa a sigla IPCA?

IPCA é uma sigla para Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. O IPCA nada mais é do que uma média referente a vários produtos e serviços que compõem o orçamento das famílias brasileiras.

O cálculo do IPCA consegue cobrir as despesas orçamentárias de praticamente 90% das famílias brasileiras. O estudo considera as famílias que recebe de 1 até 40 salários mínimos.

Por ser tão amplo, o resultado do IPCA as vezes não se encaixa na realidade vivenciadas por algumas famílias.

Existem pessoas que consomem determinados produtos e serviços que encarecem mais do que outros. O IPCA acaba considerando uma média de vários itens e assim, o seu resultado acaba sendo uma média.

Como atualizar um valor pelo IPCA?

Existem várias formas de atualizar um valor pelo IPCA. A pessoa pode conferir o IPCA no site do IBGE e identificar o número referente ao mês.

Se não há possibilidade de calcular o valor considerando os últimos 12 meses ou até o IPCA acumulado de determinado ano.

Vamos supor que a pessoa quer calcular o valor considerando o IPCA do mês, então para isso, basta pegar o valor que gostaria de corrigir e multiplicar pelo IPCA do mês. Após isso, é somar o valor mais o IPCA (Resultado do cálculo) e pronto, a pessoa terá o valor acrescido do IPCA.

Exemplo: o valor é R$ 100,00, e o IPCA do mês de outubro ficou em 1,25%, portanto:

  • Valor + IPCA = (100 x 1,25%)+100
  • Valor + IPCA = 101,25

Sendo assim, o resultado final é de R$ 101,25, considerando somente a inflação do mês de outubro. Se a pessoa quer calcular o IPCA dos últimos 12 meses, então é só fazer o mesmo cálculo, mas com o IPCA dos últimos 12 meses.

Ainda existem também várias plataformas, como a calculadora do Banco Central, que faz essa correção de forma automatizada.

Na calculadora do Banco Central ainda existem vários outros indicadores que são oferecidos e a pessoa pode utilizar. Tudo gratuito.

Como deflacionar um valor pelo IPCA?

O ato de deflacionar um valor, ou inflacionar o mesmo é muito interessante e pode nos dizer algumas coisas.

Por exemplo: será que uma pessoa que tinha R$ 5.000,00 em 2015 e em 2020 tinha R$ 7.000,00 conseguiu registrar algum ganho de fato? Ou ela só perdeu valor?

Para conseguir determinar isso, é necessário deflacionar o valor de R$ 7.000,00 para compreender o quanto era o seu “verdadeiro” valor em 2015.

Então vamos levantar a taxa da inflação de 2015 até 2020 e aplicar a taxa sobre o valor de R$ 5.000,00. Assim, será possível conhecer qual seria o valor dos R$ 5.000,00 de 2015 em 2020 corrigido.

A taxa é de 1,3696. Desse modo, ao aplicar tal valor em R$ 5.000,00, o resultado é de R$ 6.848,26.

Sendo assim, ao longo desses cinco anos a pessoa conseguiu registrar um ganho acima da inflação. Os R$ 5.000,00 que se tornaram R$ 7.000,00, obtiveram um ganho real de 3,0348%.

Como saber qual IPCA acumulado em 12 meses?

A pessoa pode tanto buscar o número referente à inflação dos últimos 12 meses, quanto fazer o cálculo.

Dentre as duas opções, a mais prática é buscar o dado no próprio site do IBGE. Lá existe tanto a inflação referente ao mês quanto à inflação dos últimos 12 meses e do ano.

Desse modo você não precisa fazer uma conta considerando a evolução da inflação no mês a mês.

Inclusive, a calculadora do banco central, que faz a correção de valores pela inflação, pode ser uma excelente opção de realizar o cálculo com exatidão e praticidade.

Uma das vantagens de saber o IPCA dos últimos 12 meses é na hora de avaliar se os juros serão alterados ou não.

Quando investimos, ou mesmo para aqueles que são gestores de empresas, conhecer o nível da inflação é importante para alinhar a correção de preços e a necessidade de caixa.

Uma inflação de 12 meses em alta, crescendo, mostra que os preços, ou melhor, os custos estão em alta. Isso vai exigir que a empresa aumentasse os preços dos seus produtos e serviços.

Por outro lado, a possibilidade de investir mais na companhia, por meio de empréstimos e financiamentos pode ser arriscada, uma vez que os governos, quando identificam a alta da inflação, normalmente aumentam a taxa de juro que por sua vez encarece o crédito.

Conclusão

A inflação medida pelo IPCA serve para várias coisas. Uma das suas serventias é mostrar para a população como anda a evolução dos preços de produtos e serviços.

Quando a inflação está alta, significa que os preços vêm subindo. Havendo uma deflação, nós temos um cenário de queda dos preços.

O aumento dos preços normalmente está ligado ao crescimento econômico. Países que vem crescendo vêm o aumento dos preços de produtos e serviços.

Já países com queda economia, já enxergam a queda dos preços. A taxa Selic, a taxa de juro brasileira, normalmente é aumentada quando a inflação medida pelo IPCA cresce.

Ou seja, em momentos de forte inflação, um dos instrumentos do Brasil, para reduzir a alta dos preços e o aumento da taxa Selic.

Na área dos investimentos, calcular o impacto da inflação em valores, é importante para determinar se o investidor está conseguindo alcançar ganhos reais, ou só nominais (no caso dos valores estarem aumentando, porém, com uma valorização abaixo da inflação).

O leitor compreendeu o que é IPCA anual? Ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta abaixo que já vamos lhe responder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.