Depósito à Vista: O que é e Como Funciona

Você sabe o que é depósito à vista e qual sua importância para o mercado financeiro? Se você tem dúvidas, me acompanhe nesta leitura. 

O depósito à vista é um tipo específico de movimentação financeira, em que o usuário transfere ou faz saques do seu capital em alguma instituição bancária.

o que é o depósito à vista e como ele funciona

Isso mesmo: o conceito é simples e a forma que usamos os depósitos à vista em nosso dia-a-dia também são!

O que são os depósitos à vista no sistema bancário? 

Os depósitos à vista geralmente são usados ​​para transações diárias, como saques em caixas eletrônicos, transações com cartão de débito e compras online.  Mas como isso funciona?

De certa forma, todos nós fazemos isso em nosso dia-a-dia. Fazemos o depósito à vista quando depositamos algum dinheiro no caixa eletrônico diretamente para alguma conta bancária.

Também, quando fazendo uma transferência de uma conta bancária para outra, seja para emprestar um recurso para alguém ou para pagar algum funcionário, estamos fazendo depósitos bancários.

Trata-se, afinal, de uma prática bem comum usada pelas pessoas para enviar seu capital ao banco, esperando o momento certo para fazer o saque. Seu uso geralmente envolve atividades de pagamento do e com movimentação constante da conta corrente.

Na própria definição do Banco Central, os depósitos bancários são permitidos dentro das contas de depósito. Neste caso, o BACEN afirma que a conta de depósitos (conta bancária) pode ser à vista (conta corrente) ou poupança. 

Nas contas de depósitos à vista, o dinheiro do depositante fica à sua disposição para ser movimentado ou sacado a qualquer momento. Essa conta permite realizar pagamentos e transferir recursos, e também pode ser utilizada em operações de crédito ou aplicações financeiras. 

Ou seja, os depósitos à vista podem ser em conta corrente e os saques podem ser feitos em um caixa eletrônico ou no caixa do banco. São operações simples que muitas vezes nem pensamos na importância delas para o sistema financeiro. 

Ao contrário dos depósitos a prazo, que exigem um período predeterminado para passar antes de permitir que o depositante faça um saque, os depósitos à vista permitem saques até um certo limite diário.

Resumindo, os depositantes podem sacar dinheiro de seus depósitos à vista até o limite de saque diário imposto pelo governo.   

Qual a principal finalidade do depósito à vista? 

Um depósito à vista é um tipo de depósito que permite sacar seu dinheiro – a qualquer momento, por qualquer motivo – sem precisar notificar seu banco. 

Esta é sua grande finalidade: oferecer ao cliente a facilidade de transferir recursos para o banco de forma simples e rápida. Imagine se a cada transação você tivesse que notificar seu banco? 

Da mesma forma, se o banco precisasse de autorizar seus depósitos, sua vida financeira ficaria travada, não acha? Por isso que o sistema de depósito à vista é ágil.

Além disso, essas operações de depósito dão liquidez ao sistema bancário e permitem que o cliente tenha relação com seu banco, além de aumentar a circulação monetária. 

Essa movimentação financeira é muito positiva para que os bancos consigam manter seus clientes em intensa participação no sistema. 

No geral, até certo limite os depósitos à vista não são cobrados. Dependendo da cota, quando existe algum tipo de taxa, mas ela é irrisória frente ao benefício de poder transferir recursos para o banco de forma instantânea. 

Mesmo assim, cada banco possui sua forma de cobrar e os limites de depósitos à vista em determinado período. Por isso o cliente precisa ficar atento para não fazer mais saques do que o “permitido”. 

Quais são outros tipos de depósitos existentes? 

Além do depósito à vista, que é a forma mais simples que conhecemos de transação bancária, existem outros tipos de depósitos. Neste caso, o depósito a prazo e o depósito em poupança. Trataremos deles aqui abaixo.

Depósito a prazo 

Como vimos acima, existe também o depósito à prazo. Por meio desta modalidade, o usuário pode fazer o depósito para resgatar o dinheiro em uma data programada. 

Neste caso, o capital depositado no banco fica investido para data futura que foi previamente acordada entre o usuário e a instituição. 

Portanto, o banco em questão tem a dupla responsabilidade de manter o capital e depois entregá-lo ao cliente, na data pré-estabelecida e com remuneração de juros​​​​​​​. 

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título privado de renda fixa que se utiliza dos depósitos a prazo.

O usuário do banco “empresta” seu dinheiro para a instituição financeira. Este investimento possui um vencimento pré-determinado. Dado este prazo, o investidor pode retirar seu capital com um acréscimo de juros. 

Desta forma, o depósito a prazo tem função diferente do depósito à vista. Ele pode ser usado tanto como investimento quanto para reserva de emergência, principalmente se o CDB possuir liquidez diária. 

Depósito em poupança 

Além do depósito à prazo, o depósito em poupança é outra modalidade bastante comum. Seu significado é óbvio. Trata-se do valor depositado em uma caderneta de poupança que possui rendimentos.

Como todos sabem, o rendimento da caderneta de poupança é muito pequeno,  sendo superado por diversos outros investimentos em renda fixa

Porém, ele pode ser usado como reserva de oportunidade, quando o usuário quer “guardar” determinada quantia para ser resgatada em tempo mais curto.

Como investimento a longo prazo, no entanto, o depósito em poupança não é indicado, pois sua remuneração, como afirmamos acima, é inferior a muitas outras modalidades. 

Qual a relação entre o depósito à vista e o banco? 

Desta forma, existe uma relação mútua entre a instituição bancária e seu usuário no que se refere aos depósitos à vista.  

O usuário ao utilizar o banco precisa se adequar às regras da instituição. Neste caso, havendo taxas a serem pagas para as transações financeiras, o usuário, obviamente, deverá fazê-las.

Por outro lado, a instituição financeira é obrigada a manter o dinheiro do cliente seguro no banco, oferecendo todas as condições de liquidez para a fluidez do sistema de transferência bancária. 

Isso significa que o banco não pode tomar seu recurso ou confiscar seu dinheiro: ele pertence a você. 

Como funcionam os depósitos à vista? 

Vamos dar mais exemplos para deixar bem claro como funcionam os depósitos à vista. São movimentações bancárias. Como por exemplo:

  • Pagar contas online
  • Faça compras usando um cartão de débito vinculado à conta
  • Sacar dinheiro em uma agência ou caixa eletrônico
  • Envie dinheiro para amigos e familiares por meio de transferência
  • Fazer depósito em dinheiro para alguma conta

Essas movimentações podem ser feitas de forma instantânea. Por meio dos depósitos à vista, como vimos, os bancos não cobram ou possuem taxas pequenas para essas movimentações. 

Uma das operações de depósito à vista é a chamada é a possibilidade de fazer o chamado “débito direto”. Isso é usado para transações envolvendo cartões de débito. Por exemplo, se você comprar algo online ou em uma loja usando seu cartão de débito, é uma autorização de débito direto. 

Portanto, o depósito à vista deve ser usado para operações rápidas e com objetivos de curto prazo. 

Para manter o dinheiro em maior tempo, é recomendável que o usuário faça uma aplicação em algum produto de renda fixa que possua liquidez e rentabilidade superior à caderneta de poupança.

Conclusão 

Viu como é simples o significado de depósito à vista? São operações em que o usuário faz com seu banco. Sua importância no sistema financeiro é enorme, pois a movimentação de recursos cria liquidez e ajuda na circulação de dinheiro. 

Da mesma forma, o depósito a prazo é um tipo específico de investimento, sendo que o investidor pode resgatar seu dinheiro com juros, ao contrário do depósito à vista, que seu capital não possui rendimento algum. O depósito em poupança também é um tipo de operação que traz remuneração, mas aquém de outros tipos de investimento.

Gostou do texto? Deixe seu comentário aqui embaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *