Quantos Fiis Existem no Brasil Atualmente?

O mercado de fundos imobiliários vem crescendo ano após ano. Em 2012 o mercado de FII ganhou o seu índice, o IFIX. Observando o crescimento do mercado, de 2012 para cá, quantos FIIs existem no Brasil?

Por mais que os fundos imobiliários tenham ganhando aderência entre os investidores, o mercado de FII ainda não chega perto da liquidez do mercado de ações, porém, isso pode mudar nos próximos anos.

Quantos Fiis Existem no Brasil Atualmente?

Muitas pessoas procuram os FII porque eles possuem características extremamente interessantes, como é o caso dos FIIs dividendos.

Muitos fundos pagam distribuições mensais, sendo que atualmente, há vários fundos pagando mais de 1% ao mês, líquido de imposto de renda! Neste artigo vamos conhecer o tamanho do mercado de FII.

Qual o tamanho do mercado de fundos imobiliários no Brasil?

Mais recentemente, de acordo com dados da própria CVM, o mercado de fundos imobiliários possui um total de 570 fundos registrados, sendo que 220 são FII negociados em bolsa de valores. Aproximadamente 100 fundos desses 220 possuem liquidez suficiente para entrar no índice IFIX.

Com esses dados, fica claro que o mercado de FII atualmente possui muitas opções, mas ainda tem muito para crescer.

Mesmo com uma grande quantidade de fundos imobiliários, menos da metade estão disponíveis na bolsa e pouco mais de 100 possuem liquidez relevante. Sendo assim, há falta de investidores, negociações e mais ativos, mais opções.

Olhando de 2012 (quando foi lançado o IFIX) até o presente momento, a quantidade de FII vem aumentando consideravelmente, sendo que há boas expectativas para o futuro.

O que é um fundo imobiliário?

O fundo imobiliário funciona de forma bem similar a um fundo de investimento convencional, com algumas diferenças.

Dentre essas diferenças existem:

  • Cotas negociadas em bolsa;
  • Distribuições, que geralmente são mensais e envolvem até 95% dos rendimentos auferidos pelos fundos.

Fundos convencionais não possuem cotas negociadas em bolsa e tão pouco distribuem parte de seus ganhos aos investidores.

O fundo imobiliário tem como objetivo investir em ativos relacionados à área imobiliária. Dentre esses ativos podemos mencionar;

  • Imóveis, edifícios, escritórios, galpões logístico, residenciais, shoppings dentre outros;
  • Papéis com lastro em imóveis, como é o caso do CRI (Certificado de recebíveis imobiliários) e LCI (Letra de crédito imobiliário).
  • Fundos que investem em cotas de outros FIIs.

O lançamento dos FIIs no mercado acontecem de forma bem similar às ações. Para lançar o FII, a administradora do fundo precisa cumprir com suas obrigações frente à CVM e demais instituições regulatórias.

Depois com tudo “ok”, a administradora do FII faz o prospecto de lançamento do FII no mercado. Até esse ponto já existe o gestor e o agente custodiante do FII, além da instituição responsável pelo lançamento do FII no mercado.

Após o lançamento do FII no mercado, as cotas são liberadas para serem negociadas em bolsa e os investidores que compraram as cotas no lançamento, serão liberados para vender as mesmas. Tudo muito similar ao que acontece com o mercado de ações.

Vale destacar que as distribuições pagas pelos FIIs, são isentas de imposto de renda. Diferente do que acontece com o mercado de ações, os FIIs não possuem isenção para negociações de até 20 mil reais por mês.

Outro ponto está relacionado à alíquota de IR sobre os ganhos apurados. Ao vender FIIs, a alíquota sobre os ganhos é de 20%. Não há diferenças entre operações de Day Trade e Swing Trade, como acontece com ações, opções, BDRs e ETFs (15% para Swing Trade e 20% para Day Trade)..

Qual o maior FII do Brasil?

KNIP11 (Kinea Índice de Preços) é o maio FII do mercado brasileiro. O fundo administrado pela KINEA tem um valor patrimonial próximo dos 7 bilhões de reais.

O segundo maior FII do mercado, é outro fundo da KINEA, o KNCR11 e conta com patrimônio próximo dos 4 bilhões de reais.

Considerando tais valores, dá para ver que KNIP11 é um fundo relevante dentro da bolsa brasileira.

Outro detalhe: ao analisar a rentabilidade dos fundos no momento, KNIP11 também é um dos fundos imobiliários mais rentáveis do mercado. Os rendimentos distribuídos estão ultrapassando os 1% ao mês com certa facilidade. No último mês a rentabilidade do FII ficou na casa dos 1,10%.

Quantos FIIs existem na B3?

Atualmente existem aproximadamente 570 FIIs listados no mercado, sendo que desses 570, 220 são negociados em bolsa.

O número de fundos até parece ser grande, mas não são todos os FIIs que possuem boa liquidez no mercado, aliás, são alguns, pouco mais de 100. Desse modo, o mercado de FII ainda está “pequeno” e tem muito a crescer.

De qualquer forma, atualmente já existe uma boa quantidade de FIIs disponíveis no mercado, sendo acessível e fácil o investimento.

Conclusão

Os fundos imobiliários são uma das opções de investimento mais atraentes do mercado nacional. Para aqueles que buscam construir renda, os FIIs, podem ser uma das melhores opções de investimento.

Como diversas cotas de FII são acessíveis, sendo possível comprá-las com aproximadamente 100 reais, o investidor já consegue comprar diversos tipos de FII.

Desde os FII que investem em imóveis, como galpões logísticos, shoppings e lajes corporativas, fundos de fundos ou os FII que investem em CRI e LCI, por exemplo.

Vale destacar que há diversos fundos com grande diversificação, como acontece com os fundos que investem em CRI e LCI e os fundos de fundos.

Para os investidores que não possuem tanta experiência no mercado, uma boa opção são esses fundos mais diversificados, uma vez que a gestão se encarrega de avaliar os ativos e fazer as negociações, coisa que ajuda no rendimento do investidor.

Você sabe quantos FIIs existem no Brasil? Ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta ao final que já vamos lhe responder. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.