Quais Investimentos Têm Juros Compostos?

O juro composto é uma das formas mais eficientes de ganhar dinheiro. Os investimentos que oferecem a possibilidade de ganhar dinheiro com o juro composto, normalmente possuem riscos menores e são mais estáveis.  Você sabe quais investimentos tem juros compostos?

Se você tem dúvidas a respeito do assunto, acompanhe o nosso artigo e conheça mais sobre juro composto e quais são os investimentos que lucram com ele.

Quais Investimentos Têm Juros Compostos?

O que rende com juros compostos?

 Praticamente todos os investimentos de renda fixa ganham com o juro composto. Os melhores investimentos de juros compostos são os CDBs, LCI, LCA, Letras do Tesouro e os fundos referenciados DI e os de crédito privado.

Depois dos produtos de renda fixa, existem combinações possíveis de fazer junto de investimentos de renda variável.

Assim, a pessoa tem condições de ganhar dinheiro com a valorização do ativo, eventual distribuição de dividendos e investimento em novos ativos.

Na renda fixa o juro composto tem um grande apelo, uma vez que os rendimentos, muitas vezes são indexados à taxa de juro ou ao CDI.

A partir do momento em que o papel começa a render, o valor aplicado vai aumentando conforme o juro indexado e os ganhos provenientes desse rendimento se acumulam junto do valor do principal. Assim, o valor total passa a render junto.

Por exemplo, um investidor que aplicou R$ 1.000,00 em um CDB que rende 1% ao mês, terá ao final do primeiro mês R$ 1.010,00. Já no segundo mês, o 1% vai render sobre os R$ 1.010,00 e não só sobre R$ 1.000,00, ou seja, no final do segundo mês, o saldo será de R$ 1.020,10.

No início, o efeito do juro composto parecer ser inexpressivo, mas com o passar do tempo, o juro sobre juro, aumenta e os ganhos se tornam substanciais.

Como ganhar dinheiro com juros compostos?

O ganho vem do juro sobre juro dos rendimentos oriundos da aplicação. Além dos ganhos com o juro, o investidor pode manter seus investimentos, sempre reinvestindo.

Assim, os ganhos vão se acumulando e vão rendendo cada vez mais. Mesmo valores pequenos, podem se tornar verdadeiras fortunas quando a pessoa deixa o juro composto fazer o trabalho.

Para conseguir extrair ainda mais rendimento dos seus investimentos, o investidor parecia ficar de olho no rendimento que a aplicação proporciona.

Um CDB que paga IPCA mais juros prefixados, é uma ótima opção para momentos onde a inflação está alta.

O juro composto aqui vai se manifestar por meio da inflação juro do juro prefixado. Desse modo, ao aproveitar uma inflação maior, os rendimentos serão elevados e o juro composto vai impulsionar os ganhos junto ao investimento.

Já o CDB atrelado ao CDI, é uma ótima opção para momentos onde a taxa de juro está em alta. O aumento do juro vai proporcionar mais ganhos ao investidor, uma vez que o CDB está indexado ao CDI.

Desse modo, os ganhos e o valor do principal do CDB, vão se beneficiar muito do juro composto.

Existem ainda os títulos prefixados que possuem o rendimento atrelado a uma taxa prefixada. Essa taxa vai oferecer rendimentos anuais fixos, porém, como se trata de juro composto, o valor vai crescer cada vez mais, gerando uma rentabilidade muito maior.

Títulos prefixados são uma ótima opção para momentos onde a taxa de juro está em declínio. Assim, o investidor tem como estabilizar parte dos seus investimentos, mantendo uma rentabilidade mais interessante.

Em todos os casos, é fundamental que o investidor sempre reinvista os seus recursos em novas aplicações. Essa é a melhor forma de aproveitar ainda mais o juro composto.

Como os juros compostos podem trabalhar a favor do tempo nos investimentos?

O juro composto trabalha remunerando o valor investido e o próprio rendimento.  Em outras palavras, ao recorrer aos investimentos que oferecem o juro composto, o investidor vai ganhar juro sobre juro.

Com o juro composto, o título vai ganhando cada vez mais rendimentos. Mesmo pequenos investimentos, após algum tempo, vão começar a ganhar corpo e gerar retornos maiores.

Ao investir em produtos de renda variável, o juro composto também pode aparecer. Por exemplo, ao comprar cotas de fundos imobiliários, o investidor vai receber periodicamente rendimentos desses FII.

Com esses rendimentos, é possível alocar os recursos em outro investimento, como um CDB, letra do Tesouro Selic ou um fundo de renda fixa.

Esses produtos de renda fixa podem entregar resultados indexados ao CDI, inflação ou juros prefixados, dessa forma, os ganhos gerados por FII, podem ser alocados em tipos de investimentos com juros compostos. Assim os valores vão se multiplicar por meio do juro composto.

Depois, com mais recursos no investimento, os valores podem ser alocados em mais cotas de FII, ou e outro ativo. Com essa estratégia e utilizando o juro composto, o patrimônio do investidor tende a crescer muito.

Conclusão

O juro composto é uma ferramenta essencial para aqueles que buscam construir patrimônio visando o longo prazo

Dentro do mercado financeiro existem investimentos que rendem juros compostos, como é o caso dos produtos de renda fixa. Por se tratar de ativos de renda fixa, até o investidor mais conservador, vai conseguir se beneficiar da força do juro composto no longo prazo.

É importante destacar que o juro composto consegue mostrar sua verdadeira força no longo prazo e quando os valores investidos são aplicados e reaplicados em mais investimentos.

Assim, o dinheiro não para de “trabalhar” o juro sobre juro continua. Mesmo na renda fixa há como utilizar o juro composto para beneficiar o investidor.

Os dividendos, rendimentos podem ser aplicados em produtos de renda fixa, assim, o juro composto pode gerar mais ganhos.

Você sabe quais investimentos tem juros compostos? Ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta ao final que já vamos lhe responder. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.