Por Que Investir em Fundos Imobiliários?

A expansão do mercado financeiro vem trazendo investidores e mais produtos ao mercado. Além das ações, existem vários outros ativos negociáveis em bolsa, como os fundos imobiliários. Mas por que investir em fundos imobiliários?

Se você quer descobrir mais sobre os FII, acompanhe o nosso artigo e conheça melhor o que são os FII.

Por Que Investir em Fundos Imobiliários?

Quais são os motivos para investir em fundos imobiliários?

Um dos principais motivos para investir em fundos imobiliários são os rendimentos. Diferente de grande parte dos investimentos oferecidos na bolsa, os fundos imobiliários conseguem entregar rendimentos consistentes, sendo uma das melhores formas de construir renda.

Os rendimentos dos FII, em grande parte vêm por meio dos recebimentos de aluguéis, ganhos com vendas de imóveis ou por meio dos rendimentos auferidos com CRI, LCI e cotas de outros FII.

Ao receber esses rendimentos, o FII é obrigado a distribuir até 95% dos ganhos auferidos, assim, as distribuições se tornam muito interessantes.

Comparado às ações, os FII conseguem manter uma frequência de pagamentos maiores e mais estáveis.

As empresas precisam apurar lucro e ter uma reserva para poder distribuir parte de seus ganhos aos acionistas. Além disso, outros fatores podem influenciar no não pagamento, como o investimento no negócio, nível do caixa entre outras coisas.

Por isso, é difícil ver ações que conseguem manter um nível de pagamento tão consistente, como os dos FII.

Outro motivo para investir em FII é a burocracia. Um dos principais investimentos que os brasileiros fazem é a compra do imóvel para locação.

A ideia é simples, ganhar dinheiro com o aluguel e posteriormente, ganhar ainda mais dinheiro com a valorização do imóvel.

Muitas famílias fazem isso e até hoje, tal estratégia é um sucesso, mas a qual custo? Ao comprar um imóvel pensando em locar e depois em ganhar dinheiro com a venda, a pessoa precisa ter em mente o valor que será desembolsado para adquirir a propriedade.

Bons imóveis e bons lugares têm custo elevado. Tal custo pode comprometer a renda de tais famílias por anos, forçando todos os membros da família a ajudar.

Por meio dos FII, o investimento pode ser feito de pouco em pouco. Existem cotas de FII com valor abaixo de R$ 100,00 a cota! Ou seja, o investidor pode começar devagar e ir aumentando o patrimônio com o tempo.

Outro ponto que traz uma vantagem aos FII é a burocracia. Para comprar um imóvel existe a necessidade de pagar a escritura, transferência e emolumentos.

Por vezes, esses valores chegam à casa dos 5% do valor do imóvel. Ou seja, uma propriedade de R$ 200.000,00 pode ter um custo de aquisição de até R$ 10.000,00.

Para comprar FII, muitas corretoras vêm isentando seus clientes, ou seja, não há custos nem de corretagem e tão pouco de custódia. Investir em FII é muito vantajoso.

O que é um fundo imobiliário?

O fundo imobiliário, normalmente, é constituído por investimentos em ativos vinculados à área imobiliária, como é o caso dos imóveis, papéis com lastro em propriedades (CRI e LCI) e o investimento em cotas de FII.

Sendo assim, os FII, são fundos que possuem tais investimentos em carteira. Os FII também são negociados em bolsa.

O lançamento de um FII no mercado segue de perto os mesmos passos de uma empresa quando abre capital na bolsa.

Ao invés de uma empresa, no caso dos FII, é um fundo. Com os recursos levantados junto ao mercado, o FII consegue fazer os investimentos e dar início a gestão dos investimentos e o pagamento dos rendimentos aos seus cotistas.

Como investir em fundos imobiliários?

Para investir em FII, a pessoa precisa de uma conta em uma corretora de valores mobiliários. Existem corretoras independentes e há bancos que possuem corretoras também.

Fica a critério do investidor encontrar a instrução que mais lhe agrada. Antes de abrir a conta na corretora, é sempre bom verificar quais são os custos envolvidos na compra e venda de ativos, taxas (se existem) e se a corretora possui as credenciais necessárias para operar na B3.

O investidor também pode consultar a existência da corretora no próprio site da B3. Antes de comprar cotas de fundos, é sempre bom analisar todas as opções existentes no mercado e ver aquela que mais se encaixa no perfil do investidor. Por isso, a pesquisa é importante.

Na hora de comprar as cotas, o investidor deverá utilizar o Home Broker da plataforma. Lá é possível inserir o ticker de negociação do FII, quantidade de cotas que deseja comprar ou vender e o valor.

Depois de comprar as cotas, as mesmas vão ficar em sua carteira, sob custódia da corretora. No caso de venda as cotas somem da sua carteira e o valor da negociação entra na sua conta. Normalmente os recursos ficam disponíveis em até 3 dias úteis.

Onde investir em fundos imobiliários?

O investidor deverá utilizar o ambiente da bolsa para investir em FII. Sendo que o acesso é por meio da corretora.

Antes de abrir a conta em qualquer corretora, busque referências e faça uma boa pesquisa na internet. Fique atento para identificar se a corretora possui as credenciais. No site da B3 dá para conferir isso também.

Conclusão

Então, será que vale a pena investir em fundos imobiliários? Sim, vale sim. Os fundos imobiliários são uma das melhores opções de investimento quando o assunto é construção de renda.

Como os FII possuem boa rentabilidade e têm suas distribuições, isentas de IR, a atratividade dos FII é alta.

Para aqueles que estão começando a construir um patrimônio, o investimento em FII pode agilizar o processo de construção de renda e de investimento imobiliário.

Sem que seja necessário poupar valores elevados para comprar uma propriedade para conseguir renda. No mercado de FII, existem bons fundos com cotas a partir de menos de R$ 100,00. O investimento em FII é muito interessante.

Você compreendeu por que investir em fundos imobiliários? Não? Então deixe uma pergunta ao final que já vamos lhe responder. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.