Equilíbrio Econômico: O que é e Como Calcular

Toda empresa tem em sua concepção a busca por lucro. Dificilmente alguém vai construir uma empresa sem almejar o lucro.

Mas para buscar o lucro o empresário precisa fazer diversas contas, sendo que uma delas é o equilíbrio econômico. Será através do equilíbrio econômico que a empresa vai se tornar lucrativa e vai render ao empresário os resultados almejados.

o que é o equilíbrio econômico

Você sabe fazer o cálculo para descobrir o equilíbrio econômico? Não? Então leia nosso artigo e descubra.

O que é o ponto de equilíbrio econômico?

Uma empresa é formada pelas receitas, custos e despesas. Se a companhia precisa gerar lucros para se manter, então as despesas e custos precisam ser inferiores ao total das receitas.

O ponto de equilíbrio trata exatamente sobre a relação das receitas, custos e despesas. Uma companhia que possui resultado alto suficiente para cobrir todas as despesas fixas, custos e ainda consegue gerar o resultado esperado pelo empresário, alcançou o ponto de equilíbrio.

Vale destacar que o ponto de equilíbrio tem uma função relevante na hora do planejamento estratégico.

É através do ponto de equilíbrio que o empresário terá uma ideia de quanto precisa faturar periodicamente para não registrar prejuízos na empresa.

O prejuízo, ou falta de capital pode levar a companhia a uma situação de difícil retorno. Quando avaliado o ponto de equilíbrio, a performance da empresa pode ser melhor e isso pode gerar mais estabilidade e previsibilidade ao negócio.

Como obter equilíbrio econômico?

Para obter o ponto de equilíbrio econômico o empresário precisa ficar atento a três aspectos da empresa, eles são:

  • Custo
  • Despesas fixas
  • Margem de lucro

Se o faturamento da empresa consegue comportar os valores dos três itens acima, isso significa que o negócio alcançou o ponto de equilíbrio econômico.

Qual o objetivo do ponto de equilíbrio econômico?

Qualquer empresa que opera sem registrar lucro, ou registrando prejuízo, têm grandes chances de entrar em colapso em um futuro próximo.

Por isso, antes de abrir um negócio, é essencial fazer um plano de negócios e conhecer a fundo quais são os custos e despesas do negócio.

Somado a isso, é preciso alinhar um lucro mínimo para deixar o negócio interessante. Trabalhar em uma empresa que não gera resultado, não atrai e não deixa o empresário entusiasmado com o “business”.

Por isso, o ponto de equilíbrio é importante. É a partir do ponto de equilíbrio que o empresário terá um norte e vai saber qual será o preço do seu produto ou serviço, conhecendo de antemão todos os custos e despesas.

Quais são os principais pontos de equilíbrio?

Dentro dos pontos de equilíbrio existentes, há três que são os principais, eles são: ponto de equilíbrio contábil financeiro e econômico.

O ponto de equilíbrio contábil trata dos valores referentes às despesas fixas e do custo unitário.

Por exemplo; um negócio que possui despesas fixas na ordem dos R$ 10.000,00 e conta com um custo unitário do produto de R$ 50,00, terá um ponto de equilíbrio contábil de:

Ponto de Equilíbrio Contábil = R$ 10 mil / R$ 50 = 200 unidades

Isso significa que a empresa precisa vender, ao menos, 200 unidades do seu produto para conseguir alcançar o ponto de equilíbrio contábil.

Vendendo essas 200 unidades, a empresa vai conseguir financiar suas despesas fixas e os custos.

Já o ponto de equilíbrio financeiro é bem similar ao contábil, mas exclui de sua fórmula os valores referentes às despesas que não são financeiras, ou que não influenciam no fluxo de caixa de forma direta, como é o caso das amortizações e depreciações.

Por exemplo: utilizando os mesmos dados do exemplo referente ao ponto de equilíbrio contábil, mais um valor referente a depreciação, já dá para fazer o cálculo.

Vamos supor que o valor da depreciação fica em R$ 1.000,00 e assim, a fórmula do ponto de equilíbrio financeiro é:

Ponto de Equilíbrio Financeiro = (R$ 10.000,00 – R$1.000,00) / 50 = 180 unidades.

Ao desconsiderar a depreciação na fórmula, o ponto de equilíbrio financeiro é alcançado a partir do momento em que a empresa consegue fazer 180 unidades.

Fazendo 180 unidades, tanto as despesas fixas quanto os custos são quitados e a partir daí o empresário tem o lucro.

Como calcular o ponto de equilíbrio econômico?

Para desenvolver o cálculo do ponto de equilíbrio econômico, é preciso ter os valores dos custos, despesas fixas e a margem de lucro.

Vamos supor que o empresário tem despesas fixas da ordem de R$ 15.000,00, custo unitário de produto de R$ 75,00 e quer um lucro de R$ 15.000,00.

A fórmula do ponto de equilíbrio econômico fica assim:

Ponto de equilíbrio econômico = (R$ 15.000,00 + R$ 15.000,00)/ R$ 75,00

Ponto de equilíbrio econômico = 400 unidades.

Para conseguir a margem de lucro e financiar todas as despesas e inclusive o custo com o seu produto, o empresário precisa desenvolver, ao menos, 400 unidades do produto e vender as mesmas.

Conclusão

Ao construir uma empresa, o empreendedor precisa traçar uma estratégia e ter noção de quanto precisa vender para conseguir manter o negócio e se sustentar também.

Uma empresa que não consegue gerar lucros e ao invés disso, dá prejuízo, é um mau negócio. O ponto de equilíbrio econômico é um indicador fundamental na hora de conhecer qual é a meta de vendas.

Sendo que além do ponto de equilíbrio econômico, ainda há outros pontos de equilíbrio, dentre eles o financeiro e contábil.

Cada um dos pontos de equilíbrio tem serventia para uma determinada análise do negócio, sendo que o ponto de equilíbrio econômico é aquele mais relevante, porque além dos custos e despesas, dentro das fórmulas há possibilidade de incluir a margem de lucro desejada.

Assim, o empreendedor tem uma visão 360 de tudo que precisa fazer para conquistar um resultado desejado.

Compreendeu o que é o ponto de equilíbrio econômico? Tem dúvidas? Então deixe uma pergunta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *