Como Investir em Gado de Corte?

O mercado de commodities é um dos mais complexos e interessantes da bolsa de valores. Operar commodities não é uma tarefa simples e pode render ótimos lucros, como elevados prejuízos. Você sabe como investir em gado de corte? Não? Então acompanhe o nosso artigo e conheça mais sobre o tema.

Há vários ativos que podem ser transacionados dentro do mercado de commodities da bolsa de valores. Desde o gado de corte, até soja, ouro, petróleo e outros.

Como Investir em Gado de Corte?

O mercado de commodities não é muito utilizado por investidores pessoa física, tendo maior demanda por pessoas jurídicas e grandes fazendeiros.

O que você precisa para investir em gado de corte

Atualmente existem diversas formas para investir em gado de corte. Desde a compra e manutenção do gado físico, quanto o investimento em ações, fundos e contratos.

O investimento envolvendo a compra do gado de corte é o mais tradicional. Nesse segmento de investimento é recomendável que a pessoa já tenha experiência e possa investir em uma área para manutenção do gado e criação. Além do investimento em pessoas e demais necessidades que o gado possa exigir. Então como começar a investir em gado de corte?

Opções de gado

Ao optar pelo gado físico, o investidor deve ficar atento às variedades de tipos de gados existentes. Dentre os mais conhecidos, existem:

  •  Nelore
  • Tabapuã
  • Brahman
  • Guzerá

Cada um dos tipos de gado tem suas características e elas devem ser levadas em consideração na hora da tomada de decisão.

Por exemplo, os animais do tipo Brahman tem por característica um curto período de parto e as fêmeas produzem boa quantidade de leite. Já o Guzerá tem bezerros menores e por isso há mais facilidade no parto.

A Tabapuã conta com alto nível de fertilidade e o Nelore são aqueles que mais receberam investimentos para o melhoramento genético.

Aliás, o melhoramento genético é algo que recebe muito investimento. A biotecnologia é algo amplamente utilizado no agronegócio.

Depois de determinar qual tipo de gado será alvo do investimento e criação, é hora de avaliar as etapas de criação do gado.

Criação

O gado normalmente passa por três etapas de criação, elas são:

  • Cria
  • Recria
  • Engorda

A criação inicia no momento do nascimento e vai até o desmame do bezerro. Depois o animal passa para a recria.

A recria consiste em melhoramento genético e processos que vão conduzir o animal para a última etapa a engorda.

Como o próprio nome já diz, a engorda é o processo onde o gado vai ganhar peso para ao fim ser abatido e ir à corte.

Como investir em gado de corte?

Além do investimento direto no boi, como investir em gado de corte sem ter fazenda? Existem vários outros tipos de investimentos. Um deles consiste em se posicionar em contratos futuros com o ticker de BGI.

Investir em contratos futuros de boi

Para ter acesso aos contratos futuros, tanto referentes ao boi gordo quanto a outros ativos, o investidor precisa ter recursos para deixar de conta margem, além de manter atualizado o seu perfil de investidor.

Por se tratar de um investimento extremamente alavancado, as perdas podem ser elevadas a ponto de consumir todos os recursos deixados na conta margem em questão de dias.

Observando isso, é necessário muito cuidado e conhecimento. Normalmente quem recorre ao mercado de futuros são os próprios fazendeiros e empresas da área.

Isso ocorre na tentativa de construir um “hedge” ou proteção de suas operações. Como é notório, os fazendeiros e empresas que trabalham com boi têm elevado investimento em suas criações para conseguir lucrar ao final com a carne.

Devido à volatilidade do mercado, muitos preferem proteger parte de suas rentabilidades evitando a volatilidade do mercado.

Para isso é utilizado os contratos futuros de boi. Os contratos são vendidos em lote de 330 arrobas líquidas. Isso dá um valor total de aproximadamente 4.950 quilos, uma vez que cada arroba líquida possui em média, 15 quilos.

Por ser um mercado alavancado e volátil, todo cuidado é pouco. O mercado futuro e boi é recomendado para pessoas experientes na área e aqueles que já possuem o ativo e procuram proteção contra a volatilidade do mercado.

Investir em ações de frigoríficos

Outro meio de investir em boi, de forma indireta, é comprando ações de empresas frigoríficas. Essas firmas vão trabalhar com o produto, o boi.

Além de correr menos riscos em comparação ao mercado futuro, aqueles que comprarem as ações têm a vantagem de se posicionar em um ativo sem data de vencimento e com boa liquidez.

Exemplos de ações que são de frigoríficos são:

MRFG3 – Marfrig        

BEEF3 – Minerva         

JBSS3 – JBS     

BRFS3 – BRF

Fundos de investimento

Plataformas de investimento, como é o caso da Vitreo vem desenvolvendo produtos diferentes com atuação em atrás por vezes de difícil acesso, como é o caso do agronegócio.

Ao pensar a anos, o investimento na área de agronegócios era feito somente através do desenvolvimento de fazendas, cultivo ou criação de animais.

Agora, com um mercado mais diversificado, há produtos trazendo essa realidade para próximo de investidores que possuem pequenos patrimônios e com acesso pequeno, a partir de R$ 100,00, por exemplo.

O fundo Vitreo Agro sem dúvidas é uma oportunidade para todos os investidores. Além do fundo da Vitreo ainda há os FIAFRO, que são fundos focados na atuação no agronegócio e negociados em bolsa.

Atualmente existem alguns, como:

  • BB FDO DE INV DE CRÉDITO FIAGRO – IMOBILIÁRIO – BBGO11;
  • CANVAS FDO DE INV NAS CAD PROD AGRO – FIAGRO IMOB – CCFA11;
  •  DEVANT FDO INV NAS CAD PROD AGROIND – FIAGRO IMOB – DCRA11;
  • ECOAGRO I FDO INV CADEIAS PROD AGROIND FIAGRO IMOB – EGAF11;
  •  FDO INV CADEIAS PROD AGRO RIZA AGRO FIAGRO IMOB – RZAG11;
  • FDO INV CADEIAS PROD AGROIND JGP CRED FIAGRO IMOB – JGPX11.

Ainda há outros tantos FIAGROs. Por fim, há também o investimento em LCA (Letras de crédito do agronegócio e CRI Certificados de recebíveis do Agronegócio).

As duas opções são consideradas renda fixa e oferecem boa rentabilidade. Sendo que ambos os investimentos são isentos de imposto de renda, portanto, o rendimento auferido é todo do investidor, sem que haja retenções na liquidação.

Contratos de investimento

Por fim, existem os contratos de investimentos. Uma fintech de investimentos denominada de Bloxs trouxe essa opção de investimento.

A plataforma de investimento faz a intermediação entre os detentores dos bois e os investidores.

Com um aporte de R$ 5.000,00, já é possível fazer parte de um contrato onde o rendimento pode chegar à casa dos 12,68% ao ano e duração esperada de 12 meses.

Um dos primeiros contratos foi lançado em 2020. Para aqueles que têm o interesse de investir de forma “direta”, os contratos por meio de fintechs, com o alvo direto nos bois, pode ser uma ótima opção.

Vale destacar que esse mercado ainda é embrionário dentro do ecossistema financeiro nacional e possui seus riscos. Portanto, fique atento e leia com atenção os documentos e prospectos referentes ao investimento.

Conclusão

O investimento em boi é algo interessante. Investir em ouro, ações, fundos mobiliários, dólar, criptomoedas, ativos do exterior, já é possível, mas o investimento em boi e demais commodities animais ainda são um tanto quanto restritos.

Por isso, opções como os fundos de investimento, ações de empresas da área e os contratos de investimento se mostram como alternativas plausíveis de investimento.

Os contratos futuros também são uma opção, além do investimento direto em bois, porém, ambas as opções possuem seus riscos.

Com relação aos contratos, por serem alavancados e terem vencimento, o investimento precisa ser acompanhado e deve contar com boa estrutura.

O investimento em contratos futuros sem que haja a posse do ativo alvo, no caso o boi, pode gerar perdas relevantes (da mesma forma que ganhos). Porém, para isso, o investidor precisa ter muito conhecimento.

Já o investimento em boi exige noções referentes aos tipos de boi, além da capacidade de administrar a criação e cumprir com as exigências que o animal possui.

Além disso, existe a necessidade de manter um lugar para o boi, como uma fazenda e tudo isso exige desprendimento além de dinheiro.

Portanto, para aqueles que procuram diversificação, os contratos, fundos e investimentos em ações de empresas ligadas à área são as melhores opções, tanto com relação à acessibilidade quanto pela liquidez.

Você compreendeu como investir em gado de corte? Ainda tem dúvidas? Então deixe uma pergunta ao final que assim que possível, já vamos lhe responder. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.